Seja bem-vindo(a), hoje é Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

Missas no IBCC destacam vida e dedicação de São Camilo

Três missas realizadas nas unidades do IBCC – Jaçanã e Mooca(diurno e noturno) – marcaram as homenagens pelo Dia de São Camilo de Lellis, lembrado nesse sábado, 14 de julho. Todas as celebrações reuniram profissionais, voluntários e pacientes do IBCC para lembrar a vida e morte de São Camilo, santo protetor dos enfermos e padroeiro deste hospital. “Missão a serviço dos enfermos. Celebrá-lo é olhar pelo outro, cuidar do próximo. Essa é a grande herança de São Camilo para todos nós”, destacou padre Paulo Aniceto, capelão do IBCC.

Profissionais do Noturno em celebração

Durante a reflexão na unidade Jaçanã, em missa celebrada na quarta-feira (11), o padre destacou o fato de São Camilo dizer sempre durante sua vida que “um doente é a pérola de Deus”. “É o poder cuidar, é o carinho, o privilégio da alegria ao fazer o bem. E isso a gente percebe no rosto de cada profissional do IBCC, nesse trabalho de cuidar de pessoas, de vidas”, disse.

Liza Fagundes, gerente administrativa do IBCC Jaçanã, lembrou que São Camilo está presente em cada mão e no coração de cada profissional de saúde. “E Deus sempre recompensa àqueles que olham pelos outros. São Camilo nos convida a estarmos atentos ao outro. Todos podem contribuir para fazer as palavras de São Camilo perpetuar nessa arte de fazer bem as outros”, salientou.

Missão a serviço dos enfermos. Celebrá-lo é olhar pelo outro, cuidar do próximo, destacou o padre Paulo Aniceto.

Emoção em missa

Na manhã desta sexta-feira (13), muita emoção com a participação de músicos voluntários: Rogério Paiva, Rogério Martins, Igor Fernandes, que conduziram os ministérios e as músicas. Diretorias e gerências de cada Unidade do IBCC: Mooca, Jaçanã, Itu e Vila Mariana reforçaram palavras de humanização na assistência como diferencial da instituição, além da emocionante história de São Camilo que serve de inspiração diariamente. A diretoria do IBCC, lembrou que celebrar São Camilo é colocar aquilo que ele sempre disse em prática, de mais coração nas mãos e de o amor buscar a técnica para melhor servir.

Profissionais de todas as unidades do IBCC presente nas celebrações

A reflexão foi feita pelo Diácono Elielton José da Silva, a convite do padre Paulo Aniceto. Ele destacou o fato de que, dentro da rotina hospitalar, todos encontram Jesus Cristo todos os dias. “Assim como São Camilo, os profissionais têm o dom de servir aos enfermos como uma mãe que cuida de seu único filho doente e assim, servimos mais do que recebemos”, refletiu o Diácono.

O Diácono destacou ainda que o sonho de São Camilo era ter mil braços para assistir ao enfermo. “Isso nos leva a refletir e olhar a figura de São Camilo nesse exercício, de uma vida de continuidade de suas ações com os enfermos. Nesse sentido devemos ver Jesus em nosso trabalho, na figura do doente.”, sintetizou.

Todas as fotos

 

© 2018 Instituto Brasileiro de Controle do Câncer