Seja bem-vindo(a), hoje é Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019

IBCC completa 6 meses de Ring The Bell

Mais de 300 pacientes já badalaram o sino que celebra o fim das sessões de radioterapia

 

O projeto Ring The Bell completa em junho 6 meses de atuação na unidade Mooca do IBCC. Ele é idealizado pela ONG Ring The Bell, com a proposta de comemorar uma etapa vencida na luta contra o câncer que consiste no badalar do sino realizado pelo paciente que desejar externar essa celebração pelo fim das sessões de Radioterapia neste momento e que marca um novo ciclo na vida do paciente oncológico.

Desde dezembro de 2018, foram realizadas em média 2.200 sessões de Radioterapia, sendo que cada paciente realiza em torno de 25 a 38 sessões dependendo do seguimento e mais de 300 pacientes puderam passar por essa experiência de tocar o sino. Muitos com a presença de familiares e amigos num momento de festa.

“Tocar o sino é um simples ato que gera um grande impacto na vida dessas pessoas e sua família, que ao tocarem o sino hipoteticamente estão encerrando um ciclo e entrando em uma nova fase da vida”, afirma a coordenadora assistencial da Radioterapia, Tatiane Matthes.

Motivos para festejar é o que não falta né?

Um dos pacientes que fez parte do Ring The Bell nesses 6 meses, relata um pouco de sua história e experiê

ncia com o projeto. “A experiencia de tocar o sino é muito divertida, eu me sinto renovado ao tocá-lo, o carinho que levo do IBCC me faz querer recomendá-lo a todos que precisem. Me senti acolhido aqui, a gentileza e afetividade me fez me sentir muito bem”, declara Vicente Cruz, de 66 anos.

Ele concluiu o tratamento na última quinta-feira, 30 de maio, após ser diagnosticado com Neoplasia de Pâncreas e compartilhou com toda a equipe IBCC esse momento do Ring The Bell. “Uma imensa vitória de um tratamento que durou 2 anos e 3 meses que foi finalizado com uma grande comemoração”, completa.

Assim como na vida do sr. Vicente, o IBCC espera participar deste momento na vida de centenas de outros pacientes ainda em 2019. “Acreditar sempre, ter fé e lutar”, finaliza Vicente Cruz Cerqueira.

© 2019 IBCC Oncologia