Seja bem-vindo(a), hoje é Terça-feira, 17 de Julho de 2018

IBCC anuncia vaga para enfermeiro (a) no Setor de Transplante

Enfermeiro(a)
Setor: TCTH Ambulatório
Horário: Seg. a Dom. – 12h00 as 18h15 (6×1)

enviar email com CV para: recrutamento@ibcc.org.br

Requisitos para a vaga:
Ensino Superior Completo em Enfermagem;
Registro ativo no conselho profissional;
Curso de Classificação de Manchester.

Descrição das atividades:
Identificar as principais indicações, fontes e tipos de TCTH;
Assistir e atuar no condicionamento, na aspiração e na infusão de células-tronco hematopoiéticas;
Conhecer as atividades técnico-assistenciais relacionadas ao paciente crítico em TCTH;
Conhecer e realizar diluições, fracionamento e administração de drogas específicas e gerais utilizados no TCTH;
Identificar e prestar assistência nas principais complicações do paciente submetido ao TCTH;
Realizar aula de orientação (pré TCTH) aos pacientes;
Assegurar e participar da prestação de assistência de enfermagem segura, humanizada e individualizada aos clientes;
Avaliar os cuidados prestados na rotina e coordenar o atendimento de enfermagem em situações de emergência;
Acompanhar a equipe médica na coleta de medula no centro cirúrgico;
Orientar constantemente a equipe de enfermagem para o controle de infecção (lavagem das mãos), uso de luvas, anotação de enfermagem, checagem de prescrição médica, inclusive da nutrição;
Acompanhar e avaliar evolução das lesões de pele, realizando curativos de maior complexidade;
Na admissão de paciente no TCTH, realizar histórico de enfermagem, principalmente em pacientes pré-operatórios;
Solicitar avaliação do plantonista do pronto atendimento, em casos de urgência;
Supervisionar e orientar a equipe de enfermagem nas transferências, altas, óbitos e remoções de pacientes;
Preparar o cliente para a alta orientanda para o autocuidado e para a observação de possíveis complicações (dreno, sondas, curativos, retorno ambulatorial, receituário medicamentoso, dentre outros);
Utilizar as normas de biossegurança;
Educar e familiarizar os indivíduos envolvidos com o procedimento a ser realizado, diminuindo potencialmente a ansiedade e o medo que situações e ambientes desconhecidos provocam tanto nos pacientes candidatos ao transplante como em toda família;
Criar condições para que o paciente e sua família possam estar preparados para o momento da alta hospitalar, treinando-os para o auto cuidado e para as observações de possíveis complicações;
Conferir mensalmente e sempre que for aberto o carrinho de emergência da unidade, atentando para prazos de validade e organização, permanecendo sempre completo e checado, sempre no inicio do plantão realizar testes no desfibrilador.
Instalar NPP e quimioterapia são atividades primativas do enfermeiro;

© 2018 Instituto Brasileiro de Controle do Câncer