Seja bem-vindo(a), hoje é Segunda-feira, 20 de Maio de 2019

Corrida e Caminhada do IBCC: paciente destaca importância do esporte no tratamento

Diagnosticada com câncer de mama em outubro de 2014, a dentista Kátia Cristina da Silva Neves, 49 anos, é presença ativa na Corrida e Caminhada Contra o Câncer de Mama, evento que este ano acontece no Campo de Marte, no dia 30 de setembro. Quando estudava, sempre participava de atividades esportivas e competições. “Depois de diagnosticada, dei um pequeno intervalo no esporte, mas logo voltei, por recomendação médica e por necessidade de me manter em movimento. Hoje pratico caminhadas apenas. Após a cirurgia e ao final da quimio e radioterapia, caminhava 5 km por dia”, conta.

Nas últimas três edições da Corrida e Caminhada Contra o Câncer de Mama, Kátia Regina esteve presente. Ela faz acompanhamento com mastologista desde 2009, a cada três meses. Não precisou fazer quimioterapia nem radioterapia, mas controlar com medicações. “Foram cinco anos controlando, quando em 2014, notei um pequeno nódulo e senti um pouco de dor. Na consulta, falei isso com o médico e foi verificado o carcinoma”, lembra. Hoje ela está melhor, controlando a doença e vivendo de forma ativa. Sobre a Campanha O Câncer de Mama no Alvo da Moda, ela conta que mesmo antes de ser diagnosticada, já utilizava a camisa do Alvo. “É uma campanha maravilhosa, que reforça a importância do diagnóstico precoce, do autoexame, da visita regular ao médico. Parabéns a todos os envolvidos”, frisa.

A dentista Kátia Cristina da Silva Neves, 49 anos, é presença ativa na Corrida e Caminhada Contra o Câncer de Mama

© 2019 Instituto Brasileiro de Controle do Câncer