Seja bem-vindo(a), hoje é Terça-feira, 19 de Novembro de 2019

Brasileira realiza sonho de voltar para o Canadá e de maneira inédita consegue permanecer em tratamento via protocolo de pesquisa clínica

5 de novembro

A jovem paciente Natalia passou pelo choque de perder o filho com 6 anos de idade para a leucemia e então decidiu refazer a vida e ir para o Canadá. A ideia era tentar esquecer os traumas particulares que vivera no Brasil. Se programou e foi em busca de uma nova forma de viver. Inscreveu-se para cursar inglês básico, em Toronto, para um período inicial de seis meses. Gostou tanto do país que complementou o curso de idiomas com o acadêmico e para que dessa maneira pudesse aplicá-lo no ingresso em uma pós-graduação na área de administração de empresas.

Tudo transcorria bem quando durante um banho percebeu um caroço na mama direita. Preocupada, procurou o médico do seguro privado que mantinha. O especialista canadense disse que ela não precisaria se preocupar por dois motivos. Primeiro porque o nódulo não era fixo e segundo pelo fato de ela já ter um cisto com as mesmas características na mama esquerda. A paciente, após contato com a médica dela no Brasil, decidiu realizar a biópsia do nódulo e o resultado foi positivo para neoplasia de mama.

Após o diagnóstico, já no Brasil, começou a receber atendimento no IBCC Oncologia, local em que foi submetida aos procedimentos pré-operatórios, realizou a mastectomia e a reconstrução da mama sem intercorrências.

Durante o tratamento na instituição, os médicos do Centro de Pesquisa Clínica verificaram que a paciente possuía critérios de elegibilidade para um dos estudos clínicos que acontecia no local. O Protocolo Clínico foi proposto para a paciente, que voluntariamente concordou em participar.

A Pesquisa Clínica é uma parte essencial do desenvolvimento de novos medicamentos e todos passam por rigorosos estudos clínicos antes de serem administrados nos pacientes.

O IBCC Oncologia é um dos maiores centros de pesquisa clínica no Brasil, considerado o maior recrutador de pacientes em diversos estudos e atualmente conta com 47 estudos patrocinados pela indústria farmacêutica.

Realizado no IBCC desde 2019, o estudo é feito também em aproximadamente 40 centros de pesquisa clínica pelo mundo. O tratamento previsto pelo Protocolo tem duração de 18 ciclos por paciente e é seguido de acompanhamento pós-tratamento pela equipe de pesquisa clínica. Dessa maneira, a previsão para o término do tratamento de Natalia é maio de 2020.

Entretanto, em um dos contatos com a coordenadora de estudos clínicos do IBCC Oncologia, Daiana Marin, a paciente mencionou que teria que retornar ao Canadá, no início de novembro, para refazer o exame de validação do certificado de inglês acadêmico e com isso poder garantir a entrada na pós-graduação e retomar o projeto de recomeçar a vida.

Com essa informação, Daiana levantou a hipótese de Natalia dar continuidade ao atendimento via pesquisa em outro centro de estudo equivalente. A coordenadora verificou o processo de transferência da paciente para um centro de pesquisa localizado próximo a Toronto, junto ao patrocinador. Tratava-se da Illinois Cancer Care, instituição americana situada em Peoria, cidade do estado de Illinois.

Toda uma força tarefa entre o pessoal da Pesquisa Clínica do IBCC Oncologia e da indústria farmacêutica responsável pelo estudo foi criada para tentar a viabilidade de transferência. E na segunda quinzena de outubro, Daiana obteve a reposta. Foi autorizada a ida da paciente para dar continuidade a pesquisa clínica na Illinois Cancer Care após a conclusão de parte do tratamento do estudo no Brasil.

Quando recebeu a notícia, Natalia não conteve o choro e disse que foi uma emoção e alegria muito fortes. “Toda a minha vida eu deixei lá. Casa, curso e na verdade todo o recomeço da minha história”, disse. “Essa é mais uma oportunidade de recomeço. Sempre quis voltar para o Canadá para dar continuidade aos meus objetivos de vida. A possibilidade de poder continuar a fazer o tratamento contra o câncer de mama como integrante do estudo em uma cidade próxima de onde estava, enche a minha existência de significado”, diz Natalia.

Para Daiana, a empatia no atendimento e na comunicação, na prática clínica e na pesquisa clínica são fundamentais para oferecer cuidados abrangentes para o paciente. “É a nossa proximidade com os pacientes como profissional de saúde, a nossa compreensão e uma abordagem adequada que tornam tudo mais fácil para todos os pacientes. No caso da Natalia, foi essencial para que tudo corresse da melhor forma para que ela pudesse realizar o sonho”, diz. “Todos os tramites para o retorno de Natalia com segurança estão sendo feitos e acreditamos que até o início do próximo ano ela já esteja em solo canadense”, finaliza a coordenadora.

O Centro de Pesquisa Clínica do IBCC Oncologia recebe pacientes tanto do próprio hospital quanto de outras instituições, independentemente de possuir ou não convênios de saúde, desde que possuam cadastro no SUS para atendimento no IBCC ou sejam referenciados após diagnóstico recente. Entretanto, o paciente deve se enquadrar em critérios pré-estabelecidos pelo estudo em questão.

Para mais informações acesse a página de Pesquisa Clínica: www.ibcc.org.br/pesquisas-clinicas

© 2019 IBCC Oncologia