Seja bem-vindo(a), hoje é Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018

Analista de TI conta como convive com o câncer de mama há 11 anos

Andréa Cristina de Oliveira tem 43 anos e é analista de TI. Ela participou essa semana de um dia de beleza dedicado a pacientes do IBCC como forma de demonstrar que a estrela da Campanha “O Câncer de Mama no Alvo da Moda” é quem luta por esta causa. A história de Andréa mostra como é possível, diante de tantas informações negativas sobre a doença, conviver com o câncer.

Há 11 anos ela foi diagnosticada com câncer de mama em outra instituição hospitalar. Depois de um tempo apareceu outro câncer na mama e em 2012 descobriu a metástase no pulmão e fígado. Ela passou a fazer seu tratamento no IBCC. “Aqui encontrei o que eu mais sentia falta na assistência que tinha em outro hospital, eu tinha humanização, atenção e cuidado comigo”, destacou. 

Segundo ela, no pulmão não há mais sinais da doença, no fígado, o tumor que tinha 11cm está com 6cm, porém, controlado. “Eu não posso falar em cura, permaneço em tratamento no IBCC. Eu estive muito desacreditada nos primeiros 5 anos da descoberta do câncer de mama, mas nos últimos 3 anos consegui uma força para continuar minha vida de forma natural, com vontade de viver e ser feliz”, continua.

Andréa alerta as mulheres para a importância de conhecerem seu corpo. “Quando eu descobri o câncer tinha 32 anos, nem idade para fazer a mamografia eu tinha. São raros tumores malignos aparecerem nesta idade e isso mostra a importância de fazermos sempre o autoexame, as consultas regulares ao ginecologista para o exame clínico e para check-up. Eu não descobri o câncer num estágio muito precoce, mas isso não é motivo para pensarmos no pior, pois estou aqui, bem!”, finaliza.

 

© 2018 Instituto Brasileiro de Controle do Câncer