O IBCC

O IBCC —O IBCC

O IBCC é uma rede de serviços hospitalares especializada em oncologia. Fundado há 50 anos, o IBCC é uma instituição privada, Beneficente de Assistência Social. É pioneiro no combate ao Câncer de Mama, tendo instalado o primeiro mamógrafo do Brasil em 1971.

Investe continuamente em pesquisa, educação, novas tecnologias e procedimentos complexos, sendo expoente em transplante de células tronco hematopoiéticas (transplante de medula óssea). Se orgulha de ter um Atendimento Humanizado diferenciado tanto para seus pacientes de operadoras de saúde quanto para pacientes do SUS. É detentor há 23 anos da marca “O Câncer de Mama no Alvo da Moda” no Brasil.

História —História

O Instituto Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC) foi fundado em maio de 1968, pelo Prof. Dr. João Sampaio Góes e seu filho Prof. Dr. João Carlos Sampaio Góes Jr, médicos que desde o início apresentaram vocação para tratar os casos de câncer prioritariamente femininos, hoje ampliados para mais de 15 especialidades com foco em Oncologia.

No ano seguinte à sua fundação, o hospital desenvolveu um programa de diagnóstico e tratamento do câncer de colo do útero na cidade de São Caetano do Sul (SP), que recebeu os prêmios Fernando Machado Moreira e Múcio Athayde. Em três anos, este tipo de câncer foi praticamente erradicado naquele município e mais de 85% dos casos diagnosticados positivos foram curados.

Paralelamente a esse trabalho, o IBCC já mostrava a sua atenção para o câncer de mama. Em 1971, os fundadores do hospital trouxeram o primeiro mamógrafo para o Brasil. Este equipamento, de origem francesa, fazia parte da primeira série fabricada no mundo.

Com a experiência de São Caetano, o conhecimento aprofundado do câncer de mama e a experiência do professor Sampaio Góes, que durante três anos (1973-1975) esteve à frente da Divisão Nacional do Câncer (Ministério da Saúde), quando desenvolveu o Programa Nacional de Controle do Câncer (PNCC), o IBCC, em parceria com a Fundação Centro de Pesquisa em Oncologia (hoje, Fundação Oncocentro), colocou o pé na estrada.

A bordo de trens e ônibus, médicos e enfermeiras viajaram por 25 municípios do estado de São Paulo, ainda na década de 1970, para cuidar da população. Diversos casos de cânceres ginecológicos, de mama e de pele foram diagnosticados e tratados.

Após tantos trabalhos em campo, chegou a hora de criar raízes. Em 1976, o então prefeito de São Paulo, Olavo Setúbal, cedeu em comodato ao Instituto um terreno na Mooca. Em 1978, o hospital foi inaugurado no local onde permanece até hoje.

Nos anos 1980, a administração do IBCC foi reestruturada após uma crise financeira e o hospital passou a ser uma entidade camiliana. A partir da gestão São Camilo, o hospital se consolidou e se profissionalizou cada vez mais.

O IBCC hoje —O IBCC hoje

O IBCC se expandiu; de um hospital na Mooca, se transformou numa rede de serviços hospitalares. Em 2016 foi inaugurada a Unidade Jaçanã. Até o final de 2018 serão inauguradas as Unidade Itu e Vila Mariana, e mais unidades estão em planejamento.

Toda essa expansão preserva as características essenciais do IBCC – de ser uma Entidade Beneficente de Assistência Social, a especialização em oncologia, e o foco no atendimento humanizado dos pacientes.

Para maiores informações: acesse www.ibcc.org.br

Faça uma doação!

Saiba como